• Local: CCA Sal da Terra – Vila Anglo
  • Duração: 3 horas
  • Faixa etária: 10 a 13 anos
  • Quantidade de crianças: 25 

Observando as dificuldades das crianças em se escutarem e trabalharem em grupo, utilizamos do método aquário como estratégia para construir um ambiente de diálogo entre as crianças. O método se resume em colocar as crianças em dois círculos, – um externo e outro interno – onde as crianças de dentro tem o poder da fala e organicamente elas se revezam, conforme outras queiram falar. Enquanto isso, as que estão no círculo externo, praticam a escuta.
Na oficina feita com a turma do CCA Sal da Terra, iniciamos convidando as crianças a trazerem um sentimento que tenham tido durante os trabalhos em grupo, para entrarem em contato com os últimos acontecimentos. Após relembrar os desafios que estavam tendo para criarem juntas utilizamos o método aquário para iniciar um diálogo sobre o trabalho em grupo, a importância da empatia e outras habilidades emocionais. O método permitiu que as crianças identificassem os seus desafios dentro do grupo e propusessem soluções em conjunto para melhorar os processos de co-criação. Refletimos sobre as vontades individuais e do grupo e de como poderíamos construir juntos priorizando o coletivo.
Após a conversa fortalecemos a empatia vestindo os caminhos do outro. As crianças trocaram seus calçados sem saber qual era de quem, e sentindo os sapatos do outro indagaram sobre a história do sapato e os caminhos que ele já passou. Dividiram com seus colegas o que imaginaram e ouviram o que os donos do sapato tinham a dizer.